sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Coisas que se bastam

É uma desordem, é violento, aperta, aperta, é o piano do Chopin (fechar os olhos), o violino do Tiersen (abri-los!), o golo do Sporting (confusão, confusão), nunca perde, só cresce, só cresce.

2 comentários:

Nádia disse...

Bom ano para ti, e para o teu Sporting!

Rui Coelho disse...

Bem precisamos, ambos - sobretudo o meu querido Sporting!

beijo, o mesmo para ti