quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Olhá bolinha!


Cumprido que está um prazo de dois dias ou coisa assim, o Castelo encerrou as inscrições para o grande concurso que conduz à conquista de uma bola de berlim, com creme, ainda por cima do dia. As legendas candidatas a descrever a fotografia do post anterior, confessamos, excederam as melhores expectativas – em quantidade, densidade e parvoíce. Por outras palavras, arranjaram-nos um belo sarilho: o que fazer se tanta gente merece receber o título de grão-mor do respeito escocês? A situação é bicuda, salvo seja, mas foi encontrada uma escapatória justa: haverá prémios para todos. Já a bola de berlim, como combinado, será mastigada pelo grande vencedor.

Resultados:

“?” (M.J.) - Prémio ‘o maior almoço de sempre'.

“Flutuadores” (Berbiganito) - Prémio 'javardeira 1.0'.

“E tudo a corrente levou” (Martini) - Prémio 'Jeff Buckley’.

“Paz antes do suicídio” (Pink Poison) - Prémio '(indicador na boca) shhhtt…'.

“Peace of mind” (Cat) - Prémio 'It’s oh so quiet… it’s oh so still'.

“Here comes the sun, little darling!” (Di) - Prémio 'George Harrison meets Sasha Grey'.

“Under the thoughts”; “Diving in peace”; “Frio na barriga” (Ana Roman) - Prémio 'Sancho Pança'.

"Ao largo, pusemo-nos a boiar de costas e, na minha cara voltada para o céu, o sol afastava os últimos véus de água que me escorriam para a boca". (Ana) - Prémio 'Ler é sexy'.

“Com duas bóias dificilmente vou ao fundo” (Chirola) - 'Prémio javardeira 2.0'.

“After the storm” (Soninha) – Prémio 'Revelação'.

e… 'Prémio bola de berlim':

"I can still hear you when you drown" (Tiago)

Clap Clap Clap ao Tiago, obrigado a todos pela participação e cuidado com o sol ali entre o meio dia e as quatro (L)

17 comentários:

She knows disse...

Vou inaugurar os comentários com uma falta de poesia total. Mas pareceu-me oportuno partilhar um dos melhores pregões que ouvi numa das praias durante do SBSR.

«OOOOOOlhá melhor pastelaria do Meco
As minhas bolas são boas comó caneco!»

PS: quem merecia ter ganho era a pessoa que evocou Camus

Martini Bianco disse...

Eheheeh...

Martini Bianco disse...

Pode ser uma super bock em vez de uma bola de berlim?

Di Almeida disse...

“Com duas bóias dificilmente vou ao fundo” (Chirola) - 'Prémio javardeira 2.0'.

Pfff...for the win mesmo! Chirola eu era por ti :(

pink poison disse...

E de quem é o dedo que vou ter na boca?

MAD disse...

Não sei como é que ninguém sugeriu "bóia(s) de salvação". Até é poético...

Rui Coelho disse...

She knows: sabes bem que essa poesia, a do povo, é aquela que interessa. Já a ana ganhou um prémio com recheio - um elogio.

Martini: vais receber o prémio em vez do Tiago, tipo como nos óscares? ihihi

Di: o prémio javardeira 2.0 é dos mais procurados e respeitados de sempre. Há determinados CEO que exigem aos funcionários ganhar esse tipo de distinção quando entram em concursos destes. No meu caso preferia ter ganho este. Sim, é uma grande legenda.

Pink Poison: pela tua legenda imaginei-te a ti a colocar o dedo na boca dela e a afagares-lhe o cabelo enquanto dizias "está tudo bem" e ela aceitava e desistia. Se ficasses com esta musa que vos trouxe aqui não ficarias mal servida. Aposto que há mais gente por aqui concordar.

MAD: bastante poético, e o chirola até andou lá perto*

Ana Roman disse...

Sancho Pança?! .. "a busca do eu no outro"...

Adorei! :*

pink poison disse...

Ok... Bola que é bola... nada!!!

M.J. disse...

o "maior almoço de sempre" por não saber responder =)

contando 1 episódio de 1 bola de berlim: a primeira vez que fiz missão pedi à minha irmã para levar 1 bola de berlim para o aeroporto!

abraço

Chirola disse...

Obrigado Di Almeida pelo apoio. O prémio javardeira é enganador, porque a minha intenção era profunda e até bastante poética. Tardou o reconhecimento. :)

A bola de berlim é do Manel Natário?

Ana disse...

She Knows, obrigada :) mas a minha participação até deveria ter sido desclassificada por não ter sido original e não ter utilizado palavras minhas. aliás, não foi bem uma participação. foi um comentário. apenas me veio à memória essa passagem do estrangeiro quando vi a imagem com a expressão com que sempre imaginei o estrangeiro do camus.

e ler consegue ser muito muito sexy :)

Ana disse...

ah e se eu soubesse que era do natário, até me tinha esforçado e participado com uma legenda original :)

She knows disse...

Ana, um comentário como esse, mesmo em jeito de comentário tinha de ser considerado como participação. A ideia de juntar essas palavras a esta imagem também vale muito. E sim, ler (os livros certos) pode ser muito sexy! Prémio merecido!

Rui Coelho disse...

a bola é da senhora quase cigana que as vende na praia da rocha que me lembre há pelo menos 20 anos e que recentemente foi atacada à navalha pelo ex-marido por motivos passionais (sempre quis escrever isto) e o filho que se casou com uma cigana menor em espanha meteu-se na frente para proteger a mãe e levou com aquilo no lombo e o ex-marido e pai foi preso e andam agora os três, a mãe e o filho do lombo ferido quase ciganos e a mulher deste, menor e cigana, a distribuir bolas na praia da rocha, e são boas que dói, as bolas.

(L)

Cat disse...

Eu, que voltei agora do mar, só tenho uma questão: és tu que vais fazer a bola de berlim? ;)

Rui Coelho disse...

a resposta estava aí mesmo em cima cat, mas posso aprender! *