domingo, 24 de fevereiro de 2013

Amour

 
A cena mesmo é ver o Amour ao sábado à noite no King com o tecto do cinema a estremecer durante duas horas devido a um bar que funciona ali no edifício e passa techno de feira.

2 comentários:

Nádia disse...

Imagino que te tenhas vibrado com o filme, tendo em conta que é ele é bastante 'silencioso'.

Quando o fui ver, já no final e em que a plateia se levantava, alguem muito estupido disse "Mas o final é isto?" ...

Rui Coelho disse...

vibrar (pum-pum-pum) é o (pum-pum-pum) termo (pum-pum -pum).

Isso do final faz-me lembrar a malta que diz que música "lenta" é má porque é "lenta".