domingo, 13 de junho de 2010

O maradona também não marcou no arranque da argentina no méxico 86..


Por esta ou aquela razão - ver os jogos quase sem som deverá ser uma delas, que a mim não me lixam com isso de enxames gigantes de abelhas furiosas a zumbir sem piedade junto do próximo -, os primeiros pontapés na bola do mundial têm funcionado como o perfeito sedativo para me deixar dormir. O uruguai x frança (0-0) então parecia uma conversa a dois com selo do manoel de oliveira e aleluias dos críticos de cinema. A entrada em cena da selecção treinada por um deus de barba e fato cujo sucesso depende exclusivamente do que conseguir inventar o rapaz da bola cozida à chuteira esquerda foi a primeira excepção. A nigéria já ficou para trás. Mas será o messi – a argentina é o messi -, que hoje (ontem?) jogou como o prodígio que é, mesmo sem ter marcado golos, suficiente para que a malta das pampas levante a taça, 24 anos depois?

Piada seca fácil, com direitos de outro autor: o guarda-redes da inglaterra (robert green) pode ter 30 anos mas ainda está bem verdinho.

1 comentário:

Amadeu Ferreira disse...

É Joe, pelos visto o rapaz (Robert Green) podia-se dedicar ao golf. Seria definitavamente o senhor do Green.