domingo, 5 de dezembro de 2010

Aceitam-se sugestões para substituir as reticências ali em baixo


Ela: sou uma puta.

Ele: o quê?

Ela: uma puta.

Ele: que disparate, porque dizes isso?

Ela: acabei com o meu namorado há um mês, mas reatámos na semana passada e estou aqui contigo. Bebi muito. Sou uma puta.

Ele: (…)

5 comentários:

Martini Bianco disse...

Qual puta qual quê? És é uma socialista :)

Rui Coelho disse...

ahh essa era bem metida, salvo seja.

Hugo disse...

Ele: Sabes que em algumas religiões, é de boa educação arrotar após a refeição, de modo a demonstrar o agrado e satisfação pela refeição servida. Não sei porque me lembrei disto, tal como não sei porque tu te lembraste do arrependimento, se estás aqui comigo de livre vontade. Se queres desabafar telefona a uma amiga ou fala para a garrafa. Caso contrário mete a 5ª e arrebenta (do verbo arrebentar) comigo...minha meretriz!

Rui Coelho disse...

ahahahahahaha, à antiguinha joe, tb serveria.

ana disse...

eu acho que o diálogo devia acabar com um simples "cala-te".