sexta-feira, 8 de julho de 2011

Haters gonna hate. Not me


Não fazendo parte daquela equipa que adora odiar os mui correctos Coldplay, os U2 e todas essas grandes bandas, só porque sim, porque são isso mesmo, grandes (“irritam-me!”), importa dizer que nem por isso sou especial fã deles, mas entre outras coisas que já fizeram sempre gostei muito da Fix You. Em 2006 ou ano que o valha tornou-se de certa forma a música que mais me liga ao Marcos, de quem gosto como um irmão e de quem tenho dois dias de diferença (sou mais novo! ihihi) e com cuja mãe a minha andou na ginástica pré-parto.

Da Fix You, uma de tantas músicas singalong dos Coldplay, falámos pela primeira vez numa das várias visitas que fizemos à Queima da Inbicta, na qual duas amáveis portuenses nos levaram o pequeno almoço à cama e fizemos a viagem de regresso com o sol a bater de frente na tromba e o Marcos a parar em todas as estações de serviço para molhar a cara e não adormecer ao volante, o que de contrário seria chato. Ou terá sido noutro ano? Hum... mas tanto falámos dela, da Fix You, que, claro, não a chegámos a ouvir. Nem aí nem qualquer outra vez – juntos, pelo menos, até anteontem, achamos que nunca!


A partir dessa viagem ao Porto, sempre ou quase sempre que a ouvissemos na rádio ou num canal de música, mensagem: “’tá a dar Fix You!’. Cinco anos depois ou coisa assim vale a pena estar a dever 50 moquinhas pelo bilhete com o qual entrei no Alive!, isto quando numa primeira fase decidi que este ano não iria ao festival e depois achei que tinha "Gastão" por novo apelido quando um golden ticket para o dia 6 me caiu no colo, (julgava eu que) de livre e expontânea vontade. O trabalho impediu-me de espreitar os Naked and Famous mas tive tempo para me desiludir assim um bocadinho com o James Blake, uma vez que também já não esperava muito do rapaz – não percebo o encanto colectivo quando a melhor música que toca nem dele é, certo Feist? -, mas houve tempo para ouvir o grande vozeirão da cena pop-rock feminina actual (Anna Calvi, que olhos minha mãe!) e o maior paneleiro à face da terra (Patrick Wolf) dar um espectáculo do caralho, desculpem lá o meu francês. Não chegámos a aturar os Example, que no meu trabalho de casa decobri não serem exemplo para ninguém. Mas valeu sobretudo pelos Coldplay e por estas fatias do concerto que vão encontrar aqui em baixo, especialmente a última. Foi a noite toda nisto.


Legenda: "yeaaaaahhhhhhhhhh!!"


Legenda: se não podes vencer este coro, junta-te a ele: "óoohhh óoooooooo óoohhh óoooooooooo"


Legenda: lindo, porra!

Contra-review

É sempre bom ir a um concerto do público português, essa superbanda. Diz que os Coldplay foram vê-los na quarta-feira.

6 comentários:

Martini Bianco disse...

Isto com videos em HD já se consegue ver alguma coisa de jeito, na mesma não seria eu, caso fosse grande fã de Coldplay que passaria a noite a filmar o concerto. Lembra aqueles turistas que tiram milhares de fotos em viagens e esquecem-se de fruir os locais.

Já agora, enganas quem com essa das 50 mocas? Cá pra mim até entraste lá credenciado :)

Rui Coelho disse...

mudei de trabalho em maio pá!, ainda faço mais ou menos "o mesmo" mas para o alive não houve abébias, aliás nem pedi. conto com isso para o meco ()

ana disse...

eu acho que o concerto do dia foi o da anna calvi. pouco mais de 30 minutos, mas muito intensos. aquela sra não tem falhas.

coldplay já tinha visto no pavilhao atlantico na altura em que andava na faculdade (nao me lembro do ano). foi bom recordar as musicas que ouvia na epoca, mas não me surpreenderam. o concerto deles que vai para sempre ficar na memoria é o do pavilhao atlantico. valeu pelo concerto do publico portugues :)

i disse...

olha eu tenho alguma inveja :)

Rui Coelho disse...

ana: foi o meu primeiro concerto dos coldplay e achei o ambiente fantástico. Espero que um dia a anna calvi arraste muito mais gente atrás do que acontece - estou certo que sim.

i: deves ter muita coisa a acontecer por aí de certeza, e olha que dos coldplay estás beeemm mais perto que nós aqui no penico da europa!

Ana Roman disse...

"óoohhh óoooooooo óoohhh óoooooooooo" (L) :*