quarta-feira, 11 de julho de 2012

Vontade de Deus?

Na religião agrada-me o sentido de comunidade. Identifico-me com isso - pessoas que atravessam a vida em comunhão, partilhando o bom e o mau. A bondade. Ajudar. Gosto também das igrejas. São bonitas. A paz que oferecem aos que dela mais precisam. Gosto disso.

O resto não entendo. Mais: revolta-me.

"Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco", (1 Tessalonicenses 5.18), lê-se na Bíblia.

Então é assim, fechamos os olhos, glória a Deus e amém?

Vou aceitar que uma miúda de 31 anos seja levada daqui, assim, tão feliz, noiva e com uma filha por criar? É esta a vontade de Deus? É a isto que devemos dar graças?

De mim não esperem que me curve perante uma suposta vontade divina que se manifesta assim. Não: é chocante. Cruel.

Descansa em paz, querida J., descansa em paz embalada pela música que durante anos nos deste todos os dias.

3 comentários:

peter disse...

Aquele abraço, my friend.

Martini Bianco disse...

Nunca ninguém terá respostas para isso, nem a igreja ou uma qualquer religião, pois estas só têm a intenção ser uma via de ligação qualquer entre duas partes que não se compreendem, o físico e o espiritual.

31 anos? Ninguém merece.
RIP

Aidan disse...

A religião por si só é errada quando fala em nome de outrém, que não se manifesta. Demasiada prepotência.

Unforgivable :-(