segunda-feira, 6 de julho de 2009

A menina dança?


Omar S

Este daqui chama-se Omar S, trabalha na Ford de dia e de noite faz por ser um dos nomes com maior eco na prolífica cena house/techno de Detroid, berço de tudo o que cheira a pista de dança. Verdadeiro artesão, Omar S edita pela FXHE, que é sua, e no último volume da compilação Fabric utilizou apenas temas seus. Foi o segundo cabecinha a fazê-lo. O primeiro foi um tal de Ricardo Villalobos. Omar S também é o caramelo que ficou conhecido por dizer que não o conhecia. Faz nascer blocos sonoros rudes e aliás sólidos como a paisagem industrial de Detroid. Como o seu carácter. Parafraseando o poeta, tá-se cagando para tudo o que mexe. Esteve no (na?) Lux a 20 de Março, entretanto já lançou outro disco, Just Ask the Lonely, e a pergunta que se impõe é esta: onde é que nós estávamos a 20 de Março?

A ouvir: Set it Out

--------------------

Golden Silvers


Dei com o single de estreia deste trio we-are-seventies há uns meses, logo com vídeo e tudo, mas deixei passar a caravana. Achei piada, mas não ladrei. Agora já o quero, muito, depois de me ter assaltado os tímpanos vezes sem conta. Amigo de pés dançáveis, o single vem integrado no disco de estreia com o mesmo nome, que resulta assim num todo mui funky-disco, com um sintetizador a comandar canções luxuriantes, sem olhar para trás, de bem com a vida.

A ouvir: True Romance

-----------------------

Passion Pit

Os norte-americanos Passion Pit são aquele grupo de rapazes extremamente amiguinhos que costuma acampar junto ao espelho do Incógnito, assim que descemos as escadas. Quando não estão aos melos, produzem do melhor som que este Verão vai dar a conhecer, como prova o disco de estreia, Manners, sucessor do EP Chunk of Change.

A ouvir: The Reeling

---------------------

(Aqui o primata deixou-se ficar num profundo sono pelo que alguém tem de promover a comunidade. Há coisas a acontecer. Boas.)

4 comentários:

R Saleiro disse...

Por ver aqui, saquei Passion Pit. Eu disse saquei? Acho que não. Não curti assim muito o som dos mosqueteiros..

djazzistik disse...

Primata's back ;) E sim, Omar S aka Sr. Detroit-da-actualidade, é mega no house que faz.. Mas ando derretido com coisa antiga: Fairmont - Coloured In Memory ;)

E para não acontecer esse "Onde estávamos a 20 de Março", não deixes escapar o próximo 17 de Julho de Matthew Dear/Audion =P

djazzistik disse...

Sim, isto é uma resposta a este teu post: http://molesquina.blogspot.com/2009/07/kmf.html ;)

M. disse...

Os norte-americanos Passion Pit são aquele grupo de rapazes extremamente amiguinhos que costuma acampar junto ao espelho do Incógnito, assim que descemos as escadas.

ahah. vou-me lembrar disto quando la voltar