terça-feira, 19 de maio de 2009

É sempre de ouvir em repeat # 26, 27 e 28

O caminho faz-se caminhando, O caminho faz-se caminhando, repetia eu, quando, hiperligação mais hiperligação, choco de frente com a voz indisputável da Dolores O’ Riordan. Cantava a 'Linger' - uma das grandes canções dos anos 90, escrita e composta para mais tarde recordar; no final da década seguinte, por exemplo, e tudo o que isso arrasta para quem entrou na adolescência mais ou menos naquela altura. Eu sei, a saúde, mas fazer o quê, é a batida cardíaca quem mais ordena. Aproveito a embalagem, mas sirvo-me de outro tema do mesmo disco dos Cranberries Everybody Else Is Doing It, So Why Can’t We? (1993), mais, digamos, saudável, junto-lhe outras duas que ajudem a completar o puzzle de um tempo então despreocupado, de banhos de mangueira no quintal e beijos roubados, et, voilà!, o mundo volta a ser nosso.
-------------------------
Canção: Dreams
Banda: The Cranberries
Disco: Everybody Else Is Doing It, So Why Can't We?
Data: 1993



------------------------
Canção: Tonight, Tonight
Banda: The Smashing Pumpkins
Disco: Mellon Collie and the Infinite Sadness
Data: 1996



-----------------------
Canção: Alive
Banda: Pearl Jam
Disco: Ten
Data: 1991

3 comentários:

morraaescritapim disse...

Melhor do que este video que aqui tens do Alive só mesmo o Porch no mesmo Pinkpop (acho que é este o festival, logo em 1992).
Aquele salto...

Por acaso o Alive foi a única música que, depois de ouvir pela primeira vez, repeti e repeti talvez 20 ou 30 vezes sem me cansar. Uma tarde a ouví-la e a abrir bem a janela, porque acabara de encontrar uma necessidade que tinha obrigatoriamente de partilhar.
Abraço

GreenEyes disse...

Eu nestas andanças da música não sou lá muito entendido (para não dizer um zero à esquerda) mas aprecio a musicalidade da sua escrita - e os Smashing. Porque Tonight ainda foi ontem.

O residente disse...

Tonight, Tonight e Alive são duas das músicas que me fazem sentir orgulhoso de ter estado nos anos 90, quando tudo ainda era possível. O Linger também, mas as outras duas emocionam-me especialmente. É curioso: vi estas três bandas ao vivo e todas no espaço de um ano - Cranberries em 1999 e Pearl Jam e Smashing em 2000 (estes estavam a fazer a tour de despedida).