quinta-feira, 16 de junho de 2011

És tão aborrecida que deves ter nascido numa manhã de domingo...

... só mesmo para aborrecer. Uma pestana a errar olho dentro. Odor a banana num autocarro cheio em Agosto. Ah.. parece que te oiço rosnar ao mundo logo pela fresquinha, mal acordas, abrindo a janela da tua linda casota, “rrrrrrrrr... tudo para a puta que vos pariu!”. Para ti, querida, que tens a sensibilidade de um camião TIR, deixo votos sinceros de que invistas em paixões por cesariana, que isso do parto natural, lamento, já era. Ou, por outra, é para outros. Esquece.. aceita ou esquece o espelho. Talvez assim deixes, através de nós, de amaldiçoar o dia em que nasceste - talvez deixes de fazer pouco de tudo o que é vivo ou morto sem perceberes que vivamorta estás tu. E viveremos todos felizes para sempre. A começar por ti.

9 comentários:

André disse...

Muito bem, conheço umas quantas pessoas a quem este texto iriam encaixar na perfeição.

Isis disse...

Quem escreve assim...Também conheço algumas a quem o texto encaixava na maior!

Di Almeida disse...

Se ela é assim tão aborrecida, porque é que te aborreces a pensar nela? :)

Rui Coelho disse...

André: até nós próprios encaixamos nisto, naquelas horas mais tortas ninguém escapa;

Isis: quem escreve assim... até se preocupa com a pessoa em causa, no fundo isto tem um propósito bom!

Di: porque amor ódio e seus semelhantes vêm do mesmo sítio?

Di Almeida disse...

Sim e andam de mão dada, vão às compras juntos,etc. Sei bem disso. Mas detesto pessoas aborrecidas e que rosnam ao mundo por tudo e por nada. Por outro lado, detesto pessoas que me calam e me enervam mas apaixono-me sempre por elas.
Bastards.

i disse...

confesso que e libertador ver-te a rosnar pra alguem :) nenhum adoravel pode ser adoravel todos os dias.

beijinho Rui
*saudades*

Rui Coelho disse...

di: quem te enerva causa impacto e isso deve ser melhor que a indiferença. Há dias jantei com uma moça tão caladinha e cinzentinha e certinha que só me apeteceu pedir um copo de leite fresco para ela empurrar a comida. E já vi que tenho densa leitura para esta noite ali no teu tasco ahaha (agora não que o trabalho ñ deixa).

i: não mimes que estragas! kiss kiss ;)*

pink poison disse...

Tu estás a precisar de me conhecer... Hum?

Di Almeida disse...

Quem me enerva é porque sabe o que diz,quem me cala também. É impossível não gostar de pessoas assim :) quanto ao leite fresco, why not?ahahahahah *